PMMG e Comunidade


Policia Militar - Minas Gerais


video


A Polícia Militar do Estado de Minas Gerais acredita ser a instituição mais antiga, bem como uma das melhores dentre todas as Polícias do Brasil, com 237 anos de existência. Segundo os historiadores, a corporação tem a sua origem no Regimento Regular de Cavalaria de Minas, em 9 de junho do ano de 1775, no distrito de Cachoeira do Campo, município de Ouro Preto, o qual tinha como missão guardar as minas de ouro descobertas na região de Vila Rica (atual Ouro Preto) e Mariana.
O patrono da Polícia de Minas Gerais é Tiradentes, herói da Inconfidência Mineira, e que serviu no Regimento Regular de Cavalaria de Minas. Todos os anos, no aniversário de sua fundação, a Polícia Militar de Minas Gerais concede a sua mais alta comenda, a Medalha Alferes Tiradentes, à autoridades civis e militares que se destacaram por suas atuações junto à sociedade.
Atualmente, nos 853 municípios do Estado de Minas Gerais, a Polícia Militar de Minas Gerais conta com aproximadamente 50.000 integrantes, sendo a segunda maior Polícia do Brasil.
A Corporação além de possuir 56 Batalhões Operacionais responsáveis pelo policiamento ostensivo geral, também possui unidades especializadas como o Grupamento de Ações Táticas Especiais (GATE), o Batalhão de Rádio Patrulhamento Aéreo (Btl RpAer) (presente nas cidades de Belo Horizonte, Uberlândia, Juiz de Fora e Montes Claros), o Batalhão de Policiamento de Eventos (BPE) (antigo Batalhão de Choque), o Regimento de Cavalaria Alferes Tiradentes (RCAT) (Policiamento Montado), o Policiamento Rodoviário (PMRv), o Policiamento Ambiental (PM MAmb) e o Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (ROTAM), que juntamente com as demais unidades da Corporação buscam assegurar a ordem pública, em diversos aspectos, aos brasileiros e estrangeiros que vivem neste Estado da Federação brasileira.



 JUVENTUDE E POLÍCIA

O programa Juventude e Policia surgiu a partir de um projeto semelhante na Policia Militar do Rio de Janeiro, onde o Centro de Estudos de Segurança e Cidadania - CESeC e o Grupo Cultural AfroReggae apresentaram um projeto que previa o desenvolvimento de ações culturais no interior de Batalhões da Polícia Militar do Rio de Janeiro. O projeto foi aprovado pela Fundação Ford.
 Em 2004 o Governo de Minas convidou o AfroReggae e o CESeC para implementar o projeto de ações culturais em Minas Gerais.




OBJETIVO GERAL DO SERVIÇO JUVENTUDE E POLÍCIA



Oferecer serviços de segurança pública ao segmento juvenil, por meio de atividades musicais, dramatúrgicas, desportistas, de artes gráficas e de dança, estabelecendo uma ação transformadora da relação Polícia Militar e Juventude.



OBJETIVOS ESPECÍFICOS



Estabelecer um diálogo permanente entre a cultura jovem e a PMMG.
Permitir aos jovens enxergarem os policiais como servidores, transcendendo a atividade de policiamento tradicional e estabelecendo um relacionamento fundamentado na confiança, respeito aos direitos e humanização Promover ações que desenvolvam o exercício da cidadania e do protagonismo juvenil.
Capacitar policiais militares para o desenvolvimento do serviço.
Promover a redução de variáveis facilitadoras do crime e da desordem.


CARACTERÍSTICAS DO SERVIÇO

O Juventude e Polícia é um serviço promovido por policiais militares qualificados com a finalidade de estabelecer ações transformadoras voltadas para a juventude, por meio da promoção de atividades culturais, sociais e desportivas. Corresponde a um esforço operacional preventivo, com impacto local, sendo desenvolvido por meio das seguintes oficinas estruturantes:



       As oficinas utilizam uma linguagem familiar aos jovens, emergindo experiências vivenciais. As temáticas trabalham a inclusão e acessibilidade aos bens culturais, promoção da cidadania, respeito aos direitos fundamentais e à dignidade humana, mediação e resolução de conflitos, mobilização comunitária, trabalho em equipe e em rede de suporte social, comunicação e habilidades comportamentais.
 As atividades cooperativas e transformadoras oportunizam diálogos de reflexão entre os policiais militares e jovens, especialmente, os que estejam em situação de vulnerabilidade e risco social ou que estejam em conflito com a lei. As oficinas são sistematizadas e visam estimular a participação ativa de todos os atores envolvidos. Sua orientação metodológica perpassa pelos seguintes referenciais:


  • Inteiração social e construtivista;
  • Aprendizagem em grupos cooperativos;
  • Compartilhamento de experiências;
  • Modelo de comportamento positivo;
  • Disciplina, dedicação, inovação e protagonismo




PROJETOS DE EXTENSÃO COMUNITÁRIA

Segurança Também se faz com Música.

  Durante 235 anos a Polícia Militar tem se mantido fiel ao seu compromisso com a Cultura produzida em Minas Gerais, utilizando suas agremiações musicais em diversos eventos.
  Atuando no campo da Ação Social desde o ano de 2003, a Polícia Militar de Minas Gerais vem utilizando as atividades musicais em projetos de prevenção Sócio-Cultural aproximando e transformando a vida de pessoas de comunidades próximo aos batalhões onde são executados.
 Os projetos objetivam a formação de crianças e adolescentes em oficinas de instrumentos musicais com aulas teóricas musicais e prática instrumental, com enfoque na cidadania e segurança, pelos militares músicos das agremiações musicais da Polícia Militar.
 O Comando da Polícia Militar empenha os músicos como promotores de Prevenção Social interferindo positivamente nas comunidades em situação de vulnerabilidade social, para reduzir a criminalidade com medidas preventivas em parceria com a comunidade.
 A Polícia Militar não apenas combate os efeitos da violência e da criminalidade, mas procura atuar efetivamente em sua causa com projetos destinados às crianças e aos adolescentes em comunidades de risco e vulnerabilidade social.
 Atualmente são desenvolvidos aproximadamente 20 projetos que atendem crianças, adolescentes, jovens e adultos em todos batalhões onde existe as Bandas e Orquestras Musicais, onde a comunidade tem oportunidade de mostrar suas habilidades musicais distanciando da criminalidade e das drogas a exemplo o PROBAE – Programa Banda nas Escolas de Belo Horizonte, onde as Bandas realizam hora Cívica e Festa da Família, Projeto Volta as Aulas da 12ª RPM, Projeto Expresso Música e Anjo da Escola, com a Banda do 14º RPM, Programa Música nos Hospitais da RMBH e o Projeto Música Arte e Cidadania a ser implantado em Batalhões de Belo Horizonte.









Nenhum comentário:

Postar um comentário